A região do Alentejo ocupa cerca de 1/3 do território nacional e apresenta características bem diferenciadoras na sua imensidão. Tradicionalmente agrícola, em tempos denominada “celeiro de Portugal”, é terra de sobreiros e azinheiras e de monumentos megalíticos. Aqui enfrentámos os invasores napoleónicos, daqui expulsámos as tropas espanholas, daquele que foi senhor dos dois reinos, Filipe III/IV. Temos um clima espectacular. Adoramos viver, comer bem e beber melhor

Monsaraz

3

Se visita o Alentejo e não vai a Monsaraz, acaba de arranjar razão para aqui voltar. Não há palavras para descrever o que se sente ao entrar nas altas muralhas desta vila medieval. As vistas são de cortar a respiração… há segredos a cada esquina. Em Monsaraz o tempo parou.

Alcáçovas

1

Vila milenar, é a casa dos chocalhos e nós adoramos os seus artesãos. No ano de 2015 os chocalhos de Alcáçovas foram considerados património material pela UNESCO. Em 1479 foi aqui assinado o primeiro acordo para divisão do mundo. Em Alcáçovas o mar veio a terra… venha saber porquê.

Évoramonte

4

Entre Estremoz e Évora está Evoramonte. No topo de uma colina, a vila medieval, rodeada de muralhas. No centro um espectacular paço fortificado, (séc. XVI). Importante a sua localização, para vigia e defesa. Aqui se assinou em 1834 a paz da guerra civil entre absolutistas e liberais.

Cortiça

8

É na região do Alentejo que se encontra a maior mancha de sobreiros do mundo. Estas árvores, que produzem a cortiça, fazem parte do ecossistema denominado montado. É no montado, de sobreiros e azinheiras, que é criado, em liberdade, o famoso e nativo porco preto alentejano.

Megalíticos

9

Espalhados pelos campos alentejanos, encontramos monumentos megalíticos – antas, menhires e cromeleques. Presentes desde há cerca de 7.000 anos, evidenciam a existência de comunidades populacionais na região. Visite então o Cromeleque dos Almendres e a Anta Grande do Zambujeiro.

Elvas

7

Conhecida como a “rainha da fronteira”, Elvas foi a cidade mais fortificada da Europa e a maior fortificação abaluartada do mundo, (séc. XVII). Património material da Humanidade pela UNESCO, em 2012. Nunca foi conquistada. Não perca os seus fortes e o aqueduto da Amoreira, (séc. XVI/XVII).

Estremoz

5

É nas redondezas de Estremoz que encontra o mármore “pele de tigre”. Na cidade antiga poderá subir ao topo da magnifica torre de menagem, em mármore da região. Estremoz divide-se entre a cidade alta no topo do monte, rodeada de muralhas e a cidade baixa, no vale.

Arraiolos

2

Arraiolos é conhecida e reconhecida pelos seus tapetes. Foram os árabes, que aqui chegaram pelo ano de 715, quem primeiro os produziu. Venha pois apreciar os tapetes. Suba ao castelo para maravilhosas vistas e delicie-se com os afamados e únicos pastéis de toucinho.

Vila Viçosa

6

Sede da Casa de Bragança, de onde proveio a quarta dinastia portuguesa, em 1640. O Paço Ducal, do séc. XVI, é visita obrigatória. Nossa Sra. da Conceição é padroeira de Portugal. No castelo, encontram-se os museus de arqueologia e da caça. O mármore de Vila Viçosa é considerado dos melhores do mundo!

Cante Alentejano

grid-4-1

Classificado pela UNESCO em 2014, como Património Cultural Imaterial da Humanidade. Nasceu há muito, nos campos do Alentejo. Cantado por homens e mulheres, durante os trabalhos agrícolas, foi trazido por aqueles para as tabernas, onde ainda hoje, aos fins de tarde, é possível ouvi-lo e também participar.

Tour Vilas e Aldeias

banners-2-1

Tour Évora & Monsaraz

banners-3-1