Évora tem mais de trezentos monumentos classificados. A nossa cidade é romana e tem cerca de 2.000 anos. Aqui estiveram pois os Romanos, os Visigodos, os Mouros. No ano de 1165, a cidade voltou a ser cristão, (já o fora durante a ocupação visigótica). Évora alcançou o seu apogeu nos finais do século XV e durante o século XVI – “Século de Ouro”. A família real portuguesa fez de Évora a sua residência, por longos períodos. Évora é um dos locais mais histórico-monumentais para visitar em Portugal. Saiba o que visitar em Évora.

Praça do Giraldo

1

É o coração da nossa cidade. Giraldo, o “Sem Pavor”, conquistou-a aos mouros em 1165. A praça ganhou o seu nome. Aqui no o mais antigo café da cidade, prove a tradicional queijada de Évora. Muitas histórias tem este local para contar. Em Évora todas as ruas vão dar à “Praça do Giraldo”.

Espaço exterior. Acesso livre

Universidade

oquevisitar-2

A nossa universidade é a segunda mais antiga de Portugal. Entregue aos jesuítas em 1559, encerrou 200 anos mais tarde, após a sua expulsão do nosso país. Admire os azulejos das salas de aula, nos claustros. Actualmente utilizadas, mostram motivos relacionados com as matérias em estudo.

Fecha domingos e feriados. Entrada paga

Muralhas

8

3 Períodos de Muralhas. No centro, na rua Alcárcova de Cima, aprecie um pequeno troço da muralha que circundava a Évora Romana, primeiro período. Passeando pelo exterior da Évora classificada, terá condições para contemplar as muralhas dos 2º e 3º períodos e suas características próprias.

Espaço exterior. Acesso livre

Sé de Évora

2

À entrada da maior sé do país, não perca os mistérios esculpidos em 1340, de personagens bíblicas. A simbologia, plasmada nas representações, permite-nos viajar, para trás, no tempo. Suba ao local mais alto da cidade e usufrua de uma vista magnifica, de 360º, da cidade e região.

Aberto todos os dias das 9h00 às 17h00. Entrada paga

São Francisco

5

A cidade que amamos tem dezenas de igrejas e capelas, mas de todas, esta é aquela que não pode mesmo perder. Restaurada em 2015, fora construída nos inícios de 1500. O seu interior esconde histórias e símbolos ligados não só à vida religiosa e da corte, mas também da maçonaria em Portugal.

Aberto todos os dias. Entrada livre

Aqueduto

9

O aqueduto da Água da Prata foi erigido em 1537 e transporta água em cerca de 18 Km. Na verdade a sua construção acompanha aquele que os romanos, muitos séculos antes, haviam feito. Uma vez dentro da cidade histórica, temos o aqueduto mesclado com o casario existente.

Espaço exterior. Acesso livre

Templo Romano

3

Popularmente chamado de “Templo de Diana”, por se acreditar no século XVI, que o mesmo se destinara ao culto da deusa da caça. Fora-o ao imperador. Ex-líbris da nossa cidade. Local de passagem obrigatória. Em espaço contíguo, o Jardim de Diana, miradouro de Évora, para a cidade e região.

Espaço exterior. Acesso Livre

Capela dos Ossos

6

Enquanto eborenses consideramos uma afronta visitar-nos e não ver este local. Os Franciscanos, alertando-nos para os valores da vida, decidiram decorar esta capela com mais de 5.000 ossos humanos. À entrada gravaram em pedra “Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos”.

Abr-Oct das 9h00 às 18h30. Nov-Mar das 9h00 às 17h00

Portas de Moura

10

Os estudantes atravessam esta praça quando se deslocam da antiga universidade, para outros dos seus pólos. Marca a entrada sul da cidade romana. Aqui se encontra uma espectacular fonte de mármore, construída no ano de 1556. As marcas da sua utilização secular, são sugestivas e bem visíveis.

Espaço exterior. Acesso livre

Histórias de Rua - Tour Évora

historiasderuabanner